___

Uma pequena história dos 25 anos de Aikido na UnB

ler artigo...

 

 

 

 

Por que praticar Aikido ou Jodo

 

Quando algumas pessoas procuram o Aikido, justificam que buscam uma forma de luta.

Refletindo sobre isso, pode-se adequar o pensamento, associando a luta com o dia a dia de cada um. Luta-se para nascer, para crescer, para aprender a andar, para se formar, para se sustentar, para formar família, enfim, para viver e ser feliz.

Talvez a prática do Aikido, assim como do Jodo seja uma forma de lidar com as dificuldades internas de cada um, criando condições para viver em plenitude e com liberdade.

Primeiro, superando as dificuldades de coordenação corporal; depois, adquirindo harmonia dos movimentos e, finalmente, descobrindo a razão do comportamento diante das dificuldades.

Absorvendo os ensinamentos e buscando reescrever e experienciar o caminho percorrido para se chegar a um movimento, aumenta a consciência de si mesmo e facilita superar os obstáculos internos e externos de cada um.

Essa prática permite aprofundar a compreensão de determinados conceitos e a necessidade de focar no que se quer fazer e no que se pode ser.

Compreende-se que em lugar de possuir uma faixa, o exercício do desapego é fundamental.

Em lugar de vencer, ajudar os outros a vencer, desenvolve a paciência e a generosidade.

A prática constante aprimora a disciplina e a diligência.

O estudo da arte, percebendo a relação entre os ensinamentos e o desenvolvimento interno, leva à sabedoria.

Essas percepções - que permitem separar a realidade das coisas com as ilusões que confundem a mente - limpam e alegram os corações.

Aprende-se a trocar a raiva pelo amor, as dificuldades pela compaixão, as diferenças pela equanimidade e a tristeza pela alegria.

Vamos construir mais exemplos do que a prática do Aikido e Jodo pode nos trazer?

 

Nelson Takayanagi, Kochi, 13 de outubro de 2014.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aizenkai.