Cuidar de si e de todos: valor humano de respeito

 


Ao longo da evolução da humanidade, aprender a viver em comunidade talvez seja uma das transformações mais significativas, como alternativa de proteção coletiva em lugar de depender somente de si mesmo na luta para sua sobrevivência.


No presente caso, o cuidar significa respeitar a si mesmo, o que se passa dentro de cada um, o cuidado com seu corpo, sua mente, sua alma, seu espírito, em suma, o sagrado da sua vida.


O cuidar também significa respeitar as outras pessoas, outras sociedades e todas as coisas da natureza.


O sentimento positivo de respeitar é o de tratar a si e aos outros com afeição, apreço ou cortesia. Disso resulta um corpo saudável, uma convivência agradável, harmonia e paz de espírito.


Em contraposição, o sentimento negativo com relação ao respeito inclui a calúnia, desconsideração, dissolução, bullying (assédio moral e físico). Disso resultam comportamentos como temor, receio ou ansiedade, indisciplina e atitudes agressivas que podem resultar em danos físicos e emocionais.


O Aikido participa do processo de desenvolvimento do valor humano, com a prática e cultivo de procedimentos que reforçam os aspectos positivos como:

1. Cultivando procedimentos de etiqueta:


1.1. Manter limpo e asseado o local do treino, especialmente nos tempos atuais, utilizando produtos antissépticos antes e depois treino;
1.2. Seguir os protocolos de segurança contra pandemias estabelecido pela Organização Mundial de Saúde e similares para o caso;
1.3. Manter higiene corporal, uniforme e roupa sempre asseados e adequados;
1.4. Cumprimentar todos os participantes do treino e seus instrutores;
1.5. Seguir os protocolos estabelecidos para o início, o desenvolvimento e o término da prática.

 

2. Postura, tanto em relação a si mesmo quanto para com os outros:


2.1. Comprometer-se com o treino, mantendo a frequência;
2.2. Ser pontual, estando pronto antes do início das aulas, em respeito próprio, aos participantes e ao professor;
2.3. Caminhar, sentar-se e movimentar-se de forma tranquila, ereta e confortável;
2.4. Observar sua respiração de forma a manter sempre a calma e tranquilidade, mesmo durante a execução das técnicas;
2.5. Conversar o mínimo possível durante as aulas e solicitar o professor no caso de dúvidas, tanto próprias como de terceiros;
2.6. Interagir com os outros e participar de eventos integradores;
2.7. Repetir os movimentos, observar o professor e todos os praticantes, desenvolver atitudes de respeito, para que isso se torne um hábito em todas as ocasiões.

 

3. Rei (palavra japonesa de cumprimento com reverência). Trata-se de um hábito que inclui o sentido de etiqueta, decoro, propriedade, polidez, cortesia, que poderia ser similar ao shalom (hebraico) ou namaste (sânscrito).
A compreensão do que seja rei (usar a pronúncia re de parecer) representa, segundo Nishioka Sensei (1999, p.1), o centro mais relevante da arte marcial, pois através da saudação feita a si mesmo, aos seus pais, antepassados, aos mestres e seus colegas, torna-se um gesto que desenvolve a humildade e o respeito.


3.1. Pratica-se o rei antes do treino, para a aula se desenvolver sem acidentes, e no fim do treino, agradecendo o ensinamento recebido com segurança;
3.2. Pratica-se o rei antes e após o treino com seu companheiro;
3.3. Pratica-se o rei ao entrar e sair do tatame ou do local do treino;
3.4. Pratica-se o rei ao se dirigir ao mestre ou ao seu colega de treino;

 

Enfim, o valor humano de respeito facilita estar realmente presente no local, no aqui e agora, onde seu corpo deve executar movimentos complexos. Pela facilidade de interagir com terceiros, desperta a necessidade de evoluir, observar os colegas e professores mais antigos, perceber seus limites e compreender os outros.


A dinâmica dos treinos de Aikido, onde, inexistindo competição, o oponente mais forte, que simula um ataque, é sempre derrotado, por meio de movimentos pré-estabelecidos, cria um ambiente descontraído a agradável, permitindo absorver o conhecimento de forma adequada e aprazível, evitando lesões e agressões.


Nos dias atuais e no futuro, as pandemias também devem ser tratadas com respeito, para que sejam cumpridas as etiquetas, com postura e humildade, a fim de evitar prejuízos a si mesmo e aos outros.

Ref: Nishioka, T. (1999). Uchidachi Shidachi. Budo-teki na Mono no Kangae kata (Budo way of thinking): Shu, Ha, Ri. https://koryu.com/library/tnishioka1.html

 

 

Brasília, janeiro de 2021.

Nelson Takayanagi - Aizenkai.

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aizenkai.